REFLEXÕES DA DIRIGENTE
                  Texto de Ana Vitória Monteiro

Tempo: O Senhor da Paz

Tempo: o senhor da paz que tudo acalma e apazigua

No planeta Terra vivemos marcando o tempo, os segundos, os minutos, as horas, os dias, os meses, os anos e as Eras que passam. Tudo é transformado pelo clima que modifica os continentes, os mares e o ar.

Nossa capacidade de adaptação é enorme. Creio que o ser humano é um dos seres fisicamente mais fortes que existem. Diferente dos animais irracionais, pensamos e falamos. Esta capacidade de comunicação faz toda a diferença, tanto que aqueles que tem dificuldade de se comunicar de forma satisfatória, em qualquer nível, sofrem.

Tudo é comunicação, seja a interior, que ocorre dentro de nós, ou a exterior. Ter ritmo e dar ritmo a nossa fala é importante.

Continue Lendo

Quando os mitos da Era de Peixes caem

O que é uma Era? É a passagem do sol pelas constelações zodíacais. A Era de Peixes começou no ano I dC, denominada como Era Cristã, e está terminando agora. Embora haja controvérsias, estamos no final de um tempo, assistindo e participando de inúmeras mudanças no planeta Terra. Nesse momento, podemos verificar que as pessoas conseguem ser mais críticas e pensar com mais clareza sobre as coisas que lhes foram culturalmente impostas durante milênios.

A nossa forma de comunicação vem evoluindo desde os tempos das cavernas. Todas as vezes (a cada mudança de Era) que este fenômeno cultural acontece, os mitos antigos caem e nos humanizamos mais. Não fazemos mais rituais de sacrifício humano para proteger plantações.

Convido-os a refletir sobre as nossas crenças infantis, em que aceitávamos que existia uma guerra perpétua entre o Bem e o Mal, e que Deus viria do céu para nos julgar e separar seus escolhidos.

Continue Lendo

Nacionalidade e a reencarnação

Amados, estive pensando na paz e, naturalmente, constatei que uma das grandes causas das guerras é o preconceito e a ideia de um povo se sentir melhor, mais inteligente e mais culto que o outro ou, pior que isto, achar que a alma tem nacionalidade. É tecnicamente impossível alguém encarnar somente numa tribo Guarani ou nascer esquimó e jamais encarnar em outro lugar do planeta. É um absurdo descriminar espiritualmente pessoas cujos pais são de povos e credos diferentes e, porventura, tornam-se ateus.

Em tempos antigos, talvez se acreditasse que a alma das pessoas de uma região era diferente das de outra região. Isso acontecia por não saberem explicar racionalmente as diferenças genéticas, tanto que em todas as mitologias existem histórias de suas criações como seres especiais. Vejamos as histórias da origem da Grécia, da China, do Japão, da África, da Índia e de tantos outros povos antigos.

Alguns destes povos entenderam que se trata de um mito e abandonaram estas crenças primitivas, mas algumas delas ainda estão preservadas em religiões mais arcaicas.

Continue Lendo

Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net