O XAMÃ é o sacerdote do FOGO e da LUZ

    A história do Xamanismo começa com a própria história do FOGO, no infinito tempo ancestral, com as primeiras "iniciações" (educações espirituais).

    Os encontros espirituais com o sacramento conhecido como Ayahuasca originam-se na Floresta Amazônica, no xamanismo brasileiro e sul americano. Primeiro com os Incas, no Peru, em inúmeras tribos indígenas na Amazônia peruana e brasileira, e, mais recentemente, no Brasil, no Acre, através da socialização do uso da Ayahuasca pelo Mestre Raimundo Irineu Serra, que ensinou o seu preparo e a forma de usá-la de forma responsável e em contexto espiritual.

    Muitos foram os inícios da consciência da evolução espiritual, tanto no deserto, como nas montanhas, nos rios e agora na floresta, onde a Luz do Criador ilumina o chamado espiritual do despertar do adormecimento da alma por meio da elevação da consciência.

    Muitos são os caminhos do saber que a humanidade conheceu, uns rápidos, outros cheios de provas, missões, devoções, expiações, obras de caridade. Outros, como o caminho da floresta, são de muito trabalho e amor pela natureza, incluindo o ser humano como parte dela, em que cada um faz a sua caminhada sem deixar marcas no chão. A Floresta nos aponta o caminho, basta prestarmos atenção, alertas, olhando em volta enquanto caminhamos, contemplando o céu e a terra, no eterno presente.

    Somos todos oriundos da mesma fonte, bebemos da mesma água limpa e farta da Grande Mãe Natureza, que num dado momento mistura o mar e o rio, a água doce e a água salgada, a areia e a terra, para depois separar em ciclos de vazantes e cheias. Na compreensão do que é a Floresta, buscamos entender a VIDA tanto na individualidade como na diversidade, seus mistérios de luz e sombras, de constantes novas criações, que abrigam a todos e a tudo.

     

     ANA VITÓRIA VIEIRA MONTEIRO FUNDADORA DA PORTA DO SOL

    Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net